Bem vindo ao IBMED

Funcionamento : Segunda a Sexta - 7:30 às 19:00
  Contato : +55 (73) 3281-0366
WhatsApp Marcação pelo WhatsApp (73) 98234-9283

Exames de Imagem para Diagnosticar a Disseminação do Câncer de Próstata

Se um paciente é diagnosticado com câncer de próstata, o médico usará os resultados do exame de toque retal, do PSA, e pontuação Gleason junto com o resultado da biópsia para saber o quanto a doença está disseminada. A partir dessas informações o médico determina quais exames de imagem são necessários para finalizar o diagnóstico e definir o tratamento. Homens com exame de toque normal, PSA baixo e pontuação de Gleason baixa podem não precisar de exames de imagem, uma vez que a chance da doença ter se disseminado é baixa.

Os exames de imagem utilizados com mais frequência para identificar a disseminação do câncer de próstata são:

  • Cintilografia Óssea

Quando o câncer de próstata se dissemina, muitas vezes o primeiro local é para os ossos. A cintilografia óssea é o exame recomendado para detectar metástase óssea.

A cintilografia óssea consiste na injeção de uma pequena quantidade de material radioativo na veia do paciente, após algumas horas esse material é atraído pelo tecido ósseo que apresenta a doença. Para registrar as áreas de captação do material radioativo é utilizada uma gama câmara que detecta a radioatividade e cria uma imagem do esqueleto.

As áreas de dano ósseo aparecem como pontos quentes na imagem do esqueleto. Esses pontos podem sugerir a presença de doença metastática. No entanto outras doenças, como por exemplo, a artrite apresenta o mesmo padrão de imagem. Para diferenciar o diagnóstico são solicitados outros exames de imagem, como radiografias simples, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

A injeção é a única parte desconfortável desse exame. O material radioativo é excretado na urina e a quantidade de radioatividade utilizada é baixa, não oferendo risco para você ou às pessoas próximas.

  • Tomografia Computadorizada

A tomografia computadorizada é uma técnica de diagnóstico por imagem que utiliza a radiação X para visualizar imagens transversais detalhadas de pequenas fatias de regiões do corpo, por meio da rotação do tubo emissor de raios X ao redor do paciente. O equipamento possui uma mesa de exames onde o paciente fica deitado para a realização do exame. Esta mesa desliza para o interior do equipamento, que é aberto, não gerando a sensação de claustrofobia.

A tomografia pode ser realizada em duas etapas: sem e com contraste de iodo. A administração intravenosa de iodo deve ser feita quando se deseja observar mais claramente certos detalhes, tornando o diagnóstico mais preciso. Esse exame deve ser realizado com a bexiga cheia, para manter o intestino longe da próstata.

  • Ressonância Magnética

A ressonância magnética é um método de diagnóstico por imagem, que utiliza ondas eletromagnéticas para a formação das imagens. A ressonância magnética é utilizada como exame de imagem complementar no diagnóstico de câncer de próstata. Além de permitir uma avaliação detalhada da próstata permite determinar se o tumor se disseminou para as vesículas seminais ou bexiga.

Fonte: American Cancer Society

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *