Bem vindo ao IBMED

Funcionamento : Segunda a Sexta - 7:30 às 19:00
  Contato : +55 (73) 3281-0366
WhatsApp Marcação pelo WhatsApp (73) 98234-9283

Dores nas costas IBMED

Dores nas costas: Como evitar e lidar com este mal

A Organização Mundial da Saúde estima que 80% da população do planeta sofrerá ao menos um episódio de dor nas costas em algum estágio da vida. Algo esperado, já que as facilidades da vida moderna como elevador, controle remoto e automóvel nos deixaram mais acomodados. Isso sem contar que a maioria trabalha sentada, geralmente em frente a um computador e nem sempre na postura correta.

Usando sua própria experiência com o problema, o médico britânico Keith South escreveu o livro “50 Coisas que Você Pode Fazer para Evitar a Dor nas Costas” (Editora LaFonte, R$ 19,80). Ele conta que aprendeu sobre o tema na faculdade, mas só foi entender melhor o drama quando ele próprio distendeu os músculos das costas ao se abaixar para fazer algo simples – colher morangos.

“Senti uma dor aguda instantânea na região lombar, como se estivesse sido atacado por um assaltante invisível” – afirma. South diz que as pessoas sofrem de dor nas costas de maneiras diferentes e que descobriu que há quase sempre conselhos úteis para combatê-la, assim escolheu 50 deles para estarem em seu livro. Veja alguns deles:

AVALIE SUA DOR: a aguda dura menos de seis semanas e melhora com o tempo. Pode ser causada por mau jeito, má postura ou distensão. Já a crônica gera uma sensação desagradável contínua, improvável de desaparecer sozinha. Dura mais de 12 semanas e o uso de medicação é necessário. Causas mais comuns: problemas de disco e osteoporose, dor miofascial (lesão muscular causada por traumas ou microtraumas repetidos na massa muscular) e Síndrome de fibromialgia.

DIMINUA OS RISCOS: fumo, obesidade, problemas estruturais congênitos, escoliose, idade avançada, trabalho pesado, sedentarismo, ocupação estressante, ansiedade, depressão aumentam os riscos de se ter dores nas costas. Ser mulher,também, pois os ossos delas são em geral menores e mais finos.

USE A IMAGINAÇÃO: ela pode agir como analgésico. Sente-se ou deite-se e fique tão confortável quanto puder em um lugar onde não será perturbado. Deixe sua mente projetar imagens que pareçam adequadas e, quando tiver aquela que corresponda bem à sua dor, use sua mente para reverter o efeito. Diga a si mesmo que a está reduzindo, diminuindo o desconforto, até que a dor se vá. Por exemplo: uma dor fria como um pedaço de gelo pode melhorar se for imaginado que ela está sendo aquecida e derretida.

MELHORE A POSTURA: a má postura é uma das razões mais comuns da dor nas costas. Mais da metade da população senta-se por mais de 70% do tempo em que está acordada. Sentado você não está desafiando seu sistema fisiologicamente e coloca seu corpo numa posição que não permite uma respiração eficiente, pois você não move o peito para encher a caixa torácica. Nesta posição, principalmente se estiver relaxado, significa que não está usando seu diafragma tanto quanto poderia. Importante: evite cruzar as pernas e escolha bem sua cadeira.

EVITE SALTOS: essa dica provavelmente não agradará as mulheres. Salto alto pode parecer estiloso, fornecer altura adicional e formato às canelas, porém acaba com a postura, além de predispor a tensão nas costas. Um salto sensato é o de quatro centímetros ou mais baixo. Salto alto, só para passeios.

NÃO CARREGUE PESO: recomenda-se que uma criança ou um jovem nunca carregue mais que 10% a 15% de seu peso corporal na bolsa de escola ou mochilas nas costas. Na verdade, isso vale para todos: carregue apenas aquilo de que realmente precisa, e que faça isso da melhor maneira possível. Vale a pena pesar qualquer bolsa ou mochila com regularidade. Você pode se surpreender ao descobrir que está carregando muito peso por aí.

PRATIQUE IOGA: a ioga é reconhecida por ser capaz de melhorar a escoliose (curvatura lateral da coluna, a cifose e a lordose). Estudo da universidade da Califórnia mostrou que um grupo de pessoas idosas que fez ioga por seis meses teve uma diminuição na curva da coluna superior a 5%, em contraste com nenhuma mudança naquelas que não faziam ioga .

FORTALEÇA AS COSTAS: faça exercícios leves todos os dias. Pessoas com problemas nas costas têm tendência a se superproteger e nunca se arriscar a se machucar de novo. É contraproducente, pois os músculos precisam ser usados ou a dor nas costas irá piorar. Se não os usar, ficarão mais fracos. Portanto, passar aspirador na casa, cuidar das plantas ou da grama, varrer é muito bom para as costas, pois fazem usar os músculos. Importante: seja bilateral. Use a mão não dominante, ou seja, se for destro, use a esquerda e vice-versa.

PRATIQUE ESPORTES: Alguns são bons para as costas como caminhada, jogging ou marcha ritmada, natação, remar e andar de bicicleta, por exemplo.

TEMPERE OS ALIMENTOS: há alguns temperos que atuam como anti-inflamatórios, diminuindo as dores como cúrcuma, gengibre e capsaicina (ingrediente ativo das pimentas de caiena ou chilli vermelho).

RELAXE: banhos de aromaterapia fazem muito bem para as costas. Encha a banheira até que possa se sentar e apoiar as costas com conforto. Acrescente de seis a oito gotas de óleo essencial de sua preferência, entre e fique em imersão por até 15 minutos.

Fonte: noticias.uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *